14 agosto 2005

O Ruim Absoluto


Estamos há meses eu e o Lulu Camargo discutindo essa questão filosófica primordial. É algo que envolve um pouco de cálculo também. Será que existe o Ruim Absoluto? Falamos de artes, entretenimento, coisas assim... O RA seria algo que não fosse apenas ruim (que nos provocasse sensações ruins) e também não poderia ser tão-ruim-que-é-bom (falamos a pouco do/da, pensando melhor, The Lacraia e do comercial do ABTronic).

O RA seria uma espécie de referência para a ruindade. Algo ruim teria um valor inferior a 1 RA. Algo tão-ruim-que-é-bom teria um valor maior que 1 RA. Deu pra entender? Por exemplo, o ABTronic seria 1.25 RA, sacaram? O que criaria o conceito das coisas hiper-RA, ou tão-ruins-que-são-boas...

O problema é achar a essência do Ruim Absoluto. O que/quem seria ele? Algo tão ruim que fosse a ruindade unânime, algo que não desse nem pra nos divertir por ser tão ruim. Algo que não deixasse margens de dúvidas. Nosso parâmetro universal da ruindade. O Ruim onipresente, onisciente e absoluto.

Um paradoxo dessa busca é que, pelo seu poder, o RA deve ser famoso e incomodar muito. Sendo assim algumas pessoas deverão gostar do RA!!! Sim, mas que tipo de pessoas? Pessoas ruins?

Eu e o Lulu provavelmente pereceremos nessa busca. Mas peço aqui a ajuda dos que nos leem: o que/quem pra vcs mais se aproxima do RA, o Ruim Eterno, o Ruim mais Ruim do que o próprio Ruim?

41 Comments:

Blogger Rodrigo James said...

duplas sertanejas? mas não as sertanejas sertanejas mesmo (tonico e tinoco e coisas do tipo). as sertanejas-românticas-cornas tipo zezé e luciano. isso não é trash, não é ruim-mas-é-bom, e não me diverte em momento algum.

14/08/2005 21:44  
Anonymous DANI said...

eu acho que quando a "coisa" é despretenciosa ela vira um ruim bom. Sabe como? Quando o assunto não quer ser mais do que é, ele é o que é e pronto.se é brega é brega,se é pedante é pedante, se é cocão é cocão...
POR ISSO EU DIGO E REPITO: NEÍSA A JABUTICABA!!!!
www.neisapantera.com

14/08/2005 22:21  
Blogger  said...

Que papo mais bojológico!!! Só que de cabeça pra baixo... =P

14/08/2005 23:07  
Anonymous Rafael Menduyn said...

... lembra do ayrton? caraca, djohnes!! esse treco de RA foi bem longe! tipo... sei lá! De unidade de medida já basta o m­¾

15/08/2005 00:36  
Anonymous Bruno Tasca said...

Acho que o George Bush é um ser humano ruim pra valer. Sei que não é arte, mas foi o exemplo imediato, e tá na moda.
A Liga Extraordinária é um filme ruim, também. Consegue ser tão ruim que não é nem trash, é irritante mesmo. Até porque, como alguém falou aí em cima (ou embaixo?), é pretencioso.
Por falar em pretenciosos ruins (e não sei se você concordará comigo): Djavan!
Assim como o Pato Fu (e, óbvio, estou brincando, sou fã docêis).

15/08/2005 11:35  
Blogger  said...

Eu gosto do Djavan!

Tentando achar algo que fosse "Ruim em Absoluto", só consegui pensar em 1 coisa que pra mim não tem utilidade nem salvação...

Islípequinote!!! Que som vazio! parece que falta algo! E são umas fantasias ridículas que eles usam, nem engraçado é...

Mas nem o Slip Knot eu sei se atinge o limite do RA...

Acho que sou tolerante demais!

15/08/2005 20:06  
Anonymous Doolittle said...

Charlie Brown Jr, em qualquer formação. Porque "a rebeldia desaprendeu a escrever poesia".

15/08/2005 20:27  
Anonymous caróu said...

acho que isso é isso seria algo muito pessoal. por exemplo, pra mim seria "bruno e marrone" e similares. ou qualquer coisa que a xuxa faça hoje. porque lua de cristal é bom, sim! (na minha humilde opinião, claro.)

mas, sei lá. a única coisa que eu consigo pensar que é senso comum em ruindade absoluta é colica menstrual. mas isso nem é arte ou entreterimento. ou pode até ser. se você aprender a brincar com ela.
enfim...

the lacraia, né? sei!

15/08/2005 20:46  
Anonymous Paulo Torres said...

Eu desisti de encontrar o referencial RA e passei a usar o limiar "pior que Jota Quest" - que deve ser algo em torno de 0,6 RA, mas quem me escuta falando que alguma coisa é "pior que Jota Quest" sabe que a ruindade chega a niveis perigosos.

15/08/2005 23:02  
Anonymous Dudi said...

Não sei, em tudo que eu penso em ser a pior coisa do mundo, acabo me lembrando de alguém que já tenha gostado...
Talvez o mais próximo disso, deve ser o novo CD do Angra. Eu nunca fui muito chegado no som deles, mas até os fans mais fébrentos rejeitaram o disco tanto nas melodias quanto nas letras... Eu achei uma grande merda também. Mas alguém, em algum lugar no mundo deve gostar, e muito... Encontrar o RA é uma utopia muito grande e complexa, não seria mais fácil achar o BA (Bom absoluto)?

15/08/2005 23:29  
Blogger John said...

Alunos, lembrem-se que o BELO absoluto já foi alvo de buscas platônicas e socráticas e o escambau, não podemos deixar por menos...

16/08/2005 09:21  
Blogger Marcela said...

É que tem aquele lance da relatividade, né? O RA é válido para cada julgamento feito por um indivíduo em especial e pode ser alterado no instante seguinte (conforme o melhor ou pior humordo sujeito que está avaliando).
Então para se chegar ao RA, talvez fosse necessário estabelecer alguns critérios, como o tempo por exemplo. Algo foi tão ruim na década de 80 que caiu no ostracismo, portanto numa avaliação sincrônica não teria variação alguma e, hoje, só seria conhecido pelo pesquisador que resolveu escarafunchar o universo das ruindades só pra trazer à tona algo que deveria ter continuado na fossa.
.
Nossa... viajei...

16/08/2005 10:44  
Anonymous Júlia Selani said...

Gugu Liberato e acho que não preciso nem me explicar.

16/08/2005 12:16  
Blogger Akotan said...

Acho que a Marcela tem razão: é difícil estabelecer regras que valham pra todos e que sejam absolutas pra encontrar o RA. Depende tudo do ponto de vista, preferências e necessidades momentâneas de cada um.

Pra mim, atualmente, o RA pode ser o meu despertar: sou acordado ao som de forró, e outros bichos, que meus vizinhos insistem em tocar às 8 da manhã todo santo dia...

16/08/2005 12:58  
Blogger John said...

Vamos lá! Vamos lá! Já estou sentindo o cheiro de queimado, mas devo lembrá-los: esqueçam isso de "depende da hora" ou "depende da pessoa" ou "tem gente que gosta". Estamos falando do Ruim ABSOLUTO!
Claro que pessoas irão gostar do RA. Pessoas ruins!!

Achar o Ruim Absoluto é a descobrir a intolerãncia justificada e com méritos.
Enfim, uma delícia.

Vocês sacaram?

16/08/2005 14:17  
Anonymous Lulu said...

Caro John.

Ainda acho que a "Escala Kléber" é a melhor forma de lidarmos com o conceito de RA.

16/08/2005 16:58  
Blogger Rubs Troll said...

Nao ha tal coisa como RA.
Ambos, ruim e bom sao apenas manifestacoes do absoluto,apenas aparencias.
O que eh "experenciado" por uns como ruim na verdade eh o que dah tesao a outros.
Um exemplo visivel seria:humilhacao.
Enquanto a maioria associaria humilhacao com coisa ruim,ha uma parte da populacao
que na verdade procura ativamente pela tal,estando mesmo disposta a pagar uma boa grana pra sentir seus efeitos.

16/08/2005 17:21  
Blogger Rubs Troll said...

A cancao "Lady in red" por Chris de Burgh eh geralmente considerada por alguns Jornalistas como :"Nao possuindo nenhum traco redentor"...

(Stuart Maconie who put it best "Lady in Red has absolutely no redeeming features whatsoever… [at least] the bubonic plague was probably an effective control on the population growth of the time.")

Mas como voces devem saber, Lady Diana nao concordava com essa opiniao pois
"lady in Re-e-e-e-d" era sua cancao favorita.
Ce Ve ?

16/08/2005 17:29  
Anonymous Lucas Americano said...

Bom, acho que a versão de Barbie Girl da Kelly Key chega muito próximo do ruim absoluto.

16/08/2005 18:31  
Anonymous Dudi said...

Agora sim eu entendi.
João Kleber ganha mesmo. quem gosta de joão kleber é uma pessoa realmente ruim...

16/08/2005 20:46  
Blogger Akotan said...

Se João Kléber pode ser o rei do RA, então eu só andava com pessoas ruins pois elas adoravam ver aquele quadro das traições que passa no programa do dito cujo. Péssimo! (>_<)

Aliás, dito cujo soa tão estranho... Outra referência de RA é o barulho de unha arranhando o quadro negro da sala de aula. Todo mundo odeia aquele som! Podemos dizer que na escala que o John criou, esse som possui 0 RA.

16/08/2005 21:43  
Blogger Marcela said...

Concordo com o Rubs. O John fala de um tempo em que o BELO absoluto foi buscado com ardor... mas veja que desde os fins do XVIII, sobretudo no XIX, até os dias de hoje o Absoluto não pôde mais serconcebido como apenas uma das faces... é justamente compreender tanto o sublime quanto o grotesco que faz o Absoluto ser o que é.
Agora se quisermos realmentefazer do RA uma ciência exata, reitero a necessidade de secriar um método de análise,com critérios claramente estabelecidos a partir da experimentos, enfim... quem se habilita a lançar o primeiro projeto realmente científico nesta promissora área de estudos?

16/08/2005 22:02  
Blogger  said...

O Belo Absoluto seria:

Aquele cara escroto, que finge que é músico e pega a viviane Araújo, chapado, sob efeito de Álcool Absoluto?

Eu tentei!!!

16/08/2005 23:03  
Anonymous Paulo Torres said...

Barbie Girl original vale uns 1,3 RA
Com a Kelly Key sobe pra quase 2 RA, ou seja, já chega a ser tão ruim que é bom; ou talvez até ultrapasse esse ponto e volte e ser ruim novamente. Acho que o Ruim Absoluto não é bem uma escala linear, seria tipo um círculo trigonométrico, onde aquilo que é "tão ruim que é bom" pode voltar a ser apenas ruim se piorar...

16/08/2005 23:08  
Anonymous Lucas Americano said...

Pensei em outra coisa que talvez atinja o RA: Zorra Total. Especialmente agora que o Tolerância Zero morreu.

16/08/2005 23:16  
Anonymous Lucas Americano said...

Akotan,

Prefiro o som de unha arranhando o quadro a algumas "musicas" que tocam por aí, como Kelly Key e Gizele Madoninha (pra quem não conhece essa visitem o site www.canalhinhas.com.br e baixem os mp3. Mas estejam avisados que é algo bem proximo do RA).

Paulo, não acho que Barbie Girl da Kelly Key chegue a ser tão ruim que é bom. Conheço pelo menos 7 tipos de tortura chinesa que eu preferia experimentar a ouvir aquela coisa.

16/08/2005 23:24  
Anonymous Lara said...

Depois de ler isso tudo só tem uma coisa que eu consigo relacionar com o ruim absoluto: visita ao instituto médico-legal. Ou pior, entrar na sala de necrópsia do IML no dia que chegou um cadáver em decomposição avançada. Isso é ruim. Absolutamente ruim. O resto é fichinha.

16/08/2005 23:46  
Anonymous Menina Atômica said...

RA
Ruim absoluto foi a foto que escolheu pra falar do assunto,
Acabei de comer e olha que não sou fresca... e fiquei com vontade de gorfar...

Vou ter que meditar pra falar sobre o RUIM ABSOLUTO
Ana Minehira
fui gorfar

17/08/2005 03:59  
Blogger Rubs Troll said...

Menina atomica:

Essa foto aih eh do banheiro do quarto de hospedes da casa do Jonh,quando la estive hospedado.
Sabia que o viado ia tirar uma fota pra tentar me fazer passar vergonha...

17/08/2005 05:40  
Blogger Rubs Troll said...

Dani:

A neisa eh engracada,parece com a Margarita Pracatan-
http://www.margaritapracatan.com/index.shtml

O estilo de ambas pode ser definido como :Punk. (D.I.Y)

17/08/2005 08:02  
Anonymous Lulu said...

Caro Paulo Torres,

Chegamos a conclusão que a Escala Kléber é logarítmica (já que logarítmo sempre foi um negócio ruim pra caramba de estudar). Funciona mais ou menos assim:

Zero Kleber -> Coisas boas

1 Kléber -> Ruim Absoluto

Acima de um Kéber -> Trash, "tão-ruim-que é-bom" (c.f. "Teoria do Hiper-Kléber")

Como já foi dito, o RA não existe no mundo real. Mas a constante de 1 Kléber, medida a partir da ruindade mediana de João Kléber pode ser usada de forma eficaz em todas as aplicações práticas do dia-a-dia. Podemos dizer que se o RA é um conceito abstrato idealizado, a coisa que mais se aproxima do RA é João Kléber. Em outras palavras, João Kleber TENDE ao RA.

Ouvi dizer que outras escalas de ruindade são usadas em outros países, mas as tabelas de conversão geralmente são bem ruins (mais ou menos 0,7 K)

17/08/2005 11:32  
Blogger John said...

Recentes pesquisas feitas nos Estados Unidos mostram cada vez mais a imprecisão da escala Kleber. Talvez eles, os imperialistas, estejam querendo substituí-la por algo made in USA, decerto.

Mas eu próprio posso atestar que durante aquele show do KREATOR que nós assitimos aqui em BH as medições oscilavam loucamente entre 0.85 e 1.23 Kleber!!

Mas concordo que para a maioria das aplicações, ela serve. É como a física Newtoniana, suficiente para ir à Lua, mas não para ir ao átomo!

17/08/2005 22:40  
Anonymous Lulu said...

A ambiguidade das oscilações sub-Kleber e hiper-Kleber são raras e breves, nunca duram mais do que 15 minutos (tempo que levou pra gente cascar fora - depois desse tempinho o show do Kreator tornou-se inequivocamente ruim).
Estes fenômenos são estudados pelo Tratado do Kleber Quântico.

Parei!, porque esse papo nerd tá ficando muito Kleber!

17/08/2005 23:44  
Anonymous Aninha said...

sem duvida essa foto do post é um ruim mais que ruim

18/08/2005 01:22  
Blogger Rodrigo James said...

Cansei de Ser Sexy. Coeficiente 0,5 RA ou 0,75 Kléberes.

20/08/2005 13:19  
Anonymous dudi said...

cansei de ser sexy é +ou- isso, mas eles vão gravar uma musica para o novo "The Sims".
The Sims é 1 K ou RA...

20/08/2005 14:15  
Anonymous Butcha said...

O lulu fez um comentario que me deixou intrigado: a quantos RA um IR (Inequivocamente Ruim) equivaleria ? Ou seria somente o nome 'cientifico' para o RA ?

21/08/2005 16:50  
Anonymous DANI said...

AMEI MARGARITA!!!!!!

21/08/2005 17:57  
Anonymous EVV said...

Alguns ruins absolutos:
Música: Michael Bolton
Políti(ti)ca: mmm... err... ACM ou Severino
Cinema: Velocidade Máxima 2
Futebol: meu Grêmio no ano de 2004, mais de 10 pontos atrás do último colocado da 1a. divisão.
TV: além do JK... leilões de tapetes na TV

22/08/2005 16:24  
Anonymous Anônimo said...

Vcs não teem noçao de ruindade mesmo... Esperimentem assistir a globo, sbesteira e afins. Não recomendo prestar atenção ao bigbosta...

21/01/2008 10:49  
Anonymous Osni said...

RA é um conceito que deve ser similar ao "Zero Absoluto" na termodinâmica. É possível teorizá-lo, mas alcançá-lo é uma busca ao Santo Graal.

Sendo assim, NADA já produzido até hoje chega a RA.

Não dá pra chegar ao Zero Absoluto, mas -80ºC é frio pracaraleo. Assim como João Kléber é ruim pacaraleo.

Aliás, Kléber, Kelvin... A semelhança na letra/símbolo é coincidência?

Agora... Estabelecer uma escala para classificar arte é muita pretensão, não? Parte do pressuposto que você tem o "(bom) gosto definitivo".

28/05/2008 17:41  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home